Arquivo da categoria: Enriquecendo a Estante

Enriquecendo a Estante #19

Faz precisamente 14 dias que estes livros chegaram às minhas mãos, mas só agora vim compartilhar esta alegria.
Os quatro livros da série As Brumas De Avalon, de Marion Zimmer Bradley, estão sob minha posse agora. Não me lembro de ter lido nada a respeito do lendário Rei Arthur, já vi alguns filmes, inclusive a adaptação desta coleção para o cinema, há muitos e muitos anos atrás, tantos que já me fizeram esquecer a história por completo.
O dito cujo.
“Os livros relatam a lenda do rei Arthur do ponto de vista das mulheres que moldaram os eventos com seus poderes sobrenaturais – Viviane é a sacerdotisa, a Dama do Lago, que está determinada a perpetuar a vida em Avalon. Morgana é sua sucessora direta. E Morgause é quem habilmente conduz a linhagem real para seu próprio benefício. Para além da vida dessas três ‘feiticeiras’ – e fora das névoas de Avalon – virá o destino de uma nação. A resposta do novo rei virá através das místicas e poderosas manipulações do destino que emanam de Avalon.”

Da edição, publicada pela Imago, totaliza 1024 páginas. Fiquei surpreso quando vi que os livros possuem orelha, haja vista que comprei por R$ 19,90 no submarino, achei que seria a edição mais econômica possível, mas não é, apesar da folha branca.

São unânimes os elogios a esta obra, mas apesar desta minha ansiedade toda, não pretendo lê-la este ano, talvez o primeiro volume apenas.
Por hoje é isso, até mais ver!

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Enriquecendo a Estante

Enriquecendo a Estante #18

Tenho comprado livros com muito menos frequência do que antigamente. Esta semana foram dois:

Assim Falou ZaratustraDepois de um 2012 com pouca filosofia, infelizmente, eis que me aparece a oportunidade de ler ‘Assim falou Zaratustra’ do filósofo alemão Friedrich Nietzche. Já li ‘O Anticristo’, mais de uma vez por sinal, mas devo confessar que não encontrei algo de tão especial. Portanto, espero que Zaratustra venha restaurar a imagem que construí do autor. Sobre a história, narra as andanças de um famoso filósofo do século VI a.C., que se auto-nomeou Zaratustra, após a fundação do Zoroastrismo na antiga Pérsia. Minha edição é da Martin Clare, custou-me R$ 8,00 em um sebo aqui de Curitiba e conta com 272 páginas. Assim que fizer a leitura, e será em breve, eu volto aqui para compartilhar minhas impressões.

o-colecionadorO segundo livro que veio morar comigo nesta última semana foi ‘O Colecionador’ (publicado em 1963) do britânico John Fowles, que narra a história de um funcionário público que de uma hora para a outra recebe uma fortuna. Tomado pela ambição, sequestra seu amor platônico, e vivem um encarcerado embate entre a vitalidade da moça e a vida medíocre do protagonista.  O motivo pelo qual adquiri este livro, por míseros R$ 3,00, foi o fato de que esta foi a obra escolhida para o mês de março do fórum literário Entre Pontos e Virgulas. Sintam-se a vontade para participar também ;) Minha edição é da Abril Coleções e possuí 234 páginas.

Por hoje é isso!
Até breve!

2 Comentários

Arquivado em Enriquecendo a Estante

Enriquecendo a Estante #17

Há um tempo que não falo sobre os livros que vierem enriquecer a minha estante, isto porque não tenho adquirido muitos. Mas recentemente, andei dando uma passadinha num sebo e saí com dois ótimos em mãos, que ainda este ano devem ser lidos.

Minha edição de 'O Bosque das Ilusões Perdidas' de Alain Fournier, pela Círculo do Livro.

Minha edição de ‘O Bosque das Ilusões Perdidas’ de Alain Fournier, pela Círculo do Livro.

O primeiro é ‘O Bosque das Ilusões Perdidas’ de Alain Fournier. Conheci este livro através da Tati Feltrin do Tiny little things, me recordo que o título foi a primeira coisa a me chamar a atenção e o principal motivo pelo qual desejo conhecer a história. Nestas 209 páginas o autor constrói uma fábula poética sobre o período e transição da infância para a adolescência. Vale destacar que esta é a única publicação de Alain Fournier, pelo que se sabe ele morreu na guerra, aos vinte e oito anos de idade, antes de terminar sua segunda obra. Minha edição é da Circulo do livro, em capa dura, e custou-me oito reais ;)

Minha edição de 'O Evangelho Segundo Jesus Cristo' de José Saramago, pela Companhia de Bolso.

Minha edição de ‘O Evangelho Segundo Jesus Cristo’ de José Saramago, pela Companhia de Bolso.

O Segundo e mais recente livro a vir morara comigo é ‘O Evangelho Segundo Jesus Cristo’ de José Saramago. Há um bom tempo venho me culpando por nunca ter lido Saramago, mas tudo indica que esta crise existencialista terá fim muito em breve. Confesso que gostaria de começar o autor português vencedor do nobel de literatura por ‘Caim’, mas o preço do livro não foi com a minha cara, então, vai este mesmo. Minha dição tem 374 páginas é da Companhia de Bolso e valeu 15 reais. Sobre o enredo, Saramago reescreve os quatro evangelhos do livro sagrado, recontando a história do filho de José e Maria. Este livro será, sem falta, lido no mês de setembro deste ano maligno.

Por hoje é isso!
Até o próximo post!

4 Comentários

Arquivado em Enriquecendo a Estante

Enriquecendo a estante #16

Acabaram-se a férias, e depois de uma acalorada temporada em Paranaguá, voltei para Curitiba e para os seus sebos incríveis. Comprei três clássicos e cá estou para compartilhá-los.

O primeiros deles é ‘O Chefão’ de Mario Puzo, que deu origem a famosíssima adaptação cinematográfica ‘O Poderoso Chefão’. Lamentavelmente ainda não assisti a trilogia, obviamente porque desejo ler o livro antes, e deste vez não tem desculpa, 2013 será o ano em que finalmente conhecerei o livro e os filmes mais famosos da máfia norte americana e siciliana  Minha edição é pobrezinha, mas se encontra em ótimo estado físico, é da série Grandes Sucessos da editora abril e tirou de mim três reais.

Minhas edições de 'O Chefão', 'Lolita' e 'Romeu e Julieta'. Tudo por R$12, 00 ;)

Minhas edições de ‘O Chefão’, ‘Lolita’ e ‘Romeu e Julieta’. Tudo por R$12, 00 ;)

O segundo livro da semana foi o grande ‘Lolita’ do Vladimir Nabokov, que indispensavelmente será lido este ano. O fato é que Kubrick é um dos meus diretores favoritos de todos os tempos desde sempre, e eu ainda não vi sua adaptação da obra do Nabokov porque não tive ainda a oportunidade de ler o livro. Mas deste ano ‘Lolita’ não sai ilesa, lerei o livro, verei o filme e voltarei para compartilhar as minhas experiências assim que tudo isto tiver sido feito. A capa da minha edição é terrível, sem dúvida a mais feia da estante rsrs mas ainda assim julguei que por três reais valia a pena trazer este texto para morar comido, o texto. Também é da séria Grandes Sucessos da editora abril e conta com 423 páginas. Um desabafo, o antigo dono maldito fez o favor de anotar um número de telefone na contra capa, desgrama.

Por último, ‘Romeu e Julieta’ do meu, do seu, do nosso William Shakespeare. A mais célebre história de amor de todos os tempos será lida este ano, e vejam só a minha cara de felicidade :DDD.Como todos sabem, trata-se de uma peça, composta por 162 páginas. Enfim, não tem-se muito o que falar sobre ‘Romeu e Julieta’, digo apenas que custou 6 reais e foi publicado pela L&PM Pocket ;)

ps1:. o fato da capa de ‘Romeu e Julieta’ estar quase nada sobreposta a de ‘Lolita’ foi desproposital.
ps2:. só que não.
ps3:. eu não sou dinheirista rsrs

Por hoje é isso!
Inté!

2 Comentários

Arquivado em Enriquecendo a Estante

Pai Natal passou por aqui

Engraçado, minha família não gosta de me dar livros de presente. Meu pai já deixou claro que não gasta dinheiro em livros, apesar de me incentivar bastante, verbalmente, à leitura (como pode?). A única, única, da família que se salva, e me salva, é a minha irmã. Enfim, este post é para compartilhar os livros que passaram a morar comigo depois do natal.

Maria, uma das pessoas mais bacanas que conheço, me presenteou com três livros incríveis.
1. Um deles é ‘Como ver um filme’ de Ana Maria Bahiana, que mostra ao leigo apreciador de cinema, like me, detalhes de uma produção cinematográfica, como o processo de mixagem de som e outros quesitos que acabamos não dando devida atenção em um filme. 1
2. O segundo é ‘Você tem que ouvir isso’ de Luiz Cesar Pimentel, que tem uma ideia genial. Uma série de artistas, jornalistas, cantores, produtores etc… foram convidados a listar as 20 músicas preferidas ou que por algum outro motivos, todos deveriam conhecer. Já fiz a minha e logo postarei aqui no blog.2
3. O terceiro, trata-se do novo Paulo Coelho, ‘Manuscrito Encontrado em Accra’, que agora tenho duplicado na minha estante.
natal

Para não perder o costume, minha irmã também me deu um livro de Natal. Da livraria, ela me ligou exigindo uma resposta para uma pergunta muito difícil. – ‘Crime e Castigo’ ou ‘Os Miseráveis’? – Respondi que não precisava se incomodar comigo, a ladainha de sempre, e escolhi ‘Crime e Castigo’. Ansiosa, me deu o presente dois dias antes do ideal. Quando abri o pacote, lindo o pacote, me deparei com ‘Conversa Sobre a Fé e a Ciência’ do Marcelo Gleiser, Frei Betto e Waldemar Falcão. Havia muito tempo que eu desejava loucamente este livro, e agora o possuo, foi uma grande surpresa e sem dúvidas será uma grande leitura.
4

E vocês, ganharam livros de presente?

Feliz Natal atrasado pra vocês!!!
Por hoje é isso!

2 Comentários

Arquivado em Enriquecendo a Estante, Especial

Enriquecendo a Estante #15

Box da trilogia 'A Revolta de Atlas' de Ayn Rand, pela Sextante.

Box da trilogia ‘A Revolta de Atlas’ de Ayn Rand, pela Sextante.

Um Enriquecendo a Estante isolado, ponto. O Submarino não aprende mesmo, praticamente todas as compras que fiz lá, vieram com algum amassado ou rasgo. Com ‘A Revolta de Atlas’ de Ayn Rand (acabo de descobrir que se trata de uma mulher) não foi diferente. O box é grandinho, seus três volumes somam 1228 páginas, e com certeza, o peso ajudou na destruição do produto durante o trajeto de entrega, junto com a má proteção da embalagem, um envoltório de plástico bolha apenas.
Os livros em si estão em perfeito estado, mas a caixa de ‘proteção’, que na verdade não cumpre em nada sua função, uma vez que é feita de material tão fino que de nada adianta; ficou baqueada. Um rasgo alí, um amassado na quina, um lado descolado acolá. Enfim, mais uma compra do submarino que grita por reclamação. Mas, apesar de tudo, os livro são lindo, mesmo implicando com o catálogo da Sextante, encho a boca para falar da trilogia. O preço, foi mais lindo ainda, R$19,90 no boleto. Nem tinha o dinheiro disponível, já havia gastado tudo que podia com a compra dos três primeiros livros da série ‘As Crônicas de Gelo e Fogo’, mas lavei alguns carros por aí, pedi algumas moedas nas calçadas da vida, e consegui a grana suficiente, o importante é que a promoção não perdi, a lá Roberto Carlos.

Pelo que parece, esta obra é considerada uma das obras mais influentes da literatura, segundo a biblioteca do congresso americano. Segue a sinopse:.

“A revolta de Atlas é um romance monumental. A história se passa numa época imprecisa, quando as forças políticas de esquerda estão no poder. Último baluarte do que ainda resta do capitalismo num mundo infestado de repúblicas populares, os Estados Unidos estão em decadência e sua economia caminha para o colapso. Nesse cenário desolador em que a intervenção estatal se sobrepõe a qualquer iniciativa privada de reerguer a economia, os principais líderes da indústria, do empresariado, das ciências e das artes começam a sumir sem deixar pistas. Com medidas arbitrárias e leis manipuladas, o Estado logo se apossa de suas propriedades e invenções, mas não é capaz de manter a lucratividade de seus negócios. Mas a greve de cérebros motivada por um Estado improdutivo à beira da ruína vai cobrar um preço muito alto. E é o homem – e toda a sociedade – quem irá pagar. Ayn Rand traça um panorama estarrecedor de uma realidade em que o desaparecimento das mentes criativas põe em xeque toda a existência.”

ps:. A imagem do post é meramente ilustrativa e não condiz com a realidade. Na verdade, a lombada dos três livros, juntas, formam uma única imagem, e não três, como mostra a figura. Essa história dos três volumes se completarem fica bem bacana na estante.

Assim que fizer a leitura, prevista para metade de 2013, eu retorno para compartilhar as minhas impressões.
Por hoje é isso, um abraço, uma beijo e um queijo!

Deixe um comentário

Arquivado em Enriquecendo a Estante